8 de maio de 2021

Fabricação de vacina da Fiocruz totalmente no Brasil começa dia 15

 Fundação utilizará ingrediente farmacêutico ativo produzido no país

                © Fornecido por RedeTV!  

Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) deverá começar a fabricar a vacina da Oxford/AstraZeneca contra a covid-19 com o ingrediente farmacêutico ativo (IFA) produzido no Brasil no dia 15 de maio. A previsão foi feita pelo vice-presidente da instituição, Mario Moreira, em entrevista coletiva do Ministério da Saúde, em Brasília, nesta sexta-feira (7).

De acordo com o dirigente, a fundação está em condições de produzir e obteve a certificação de boas práticas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas ainda há procedimentos de avaliação a serem realizados, além do processo do registro definitivo do imunizante.

“Vamos ter que produzir lotes de validação acertados com procedimentos internacionais e a partir daí a gente já começa a produzir em escala industrial. Os testes deverão aguardar o registro definitivo da Anvisa. A expectativa é que em outubro tenhamos a liberação para entregar estes lotes produzidos de maio em diante”, disse Moreira.

A produção com o IFA nacional é resultado de um acordo de transferência de tecnologia entre a Fiocruz e o consórcio formado pela Universidade de Oxford e pela farmacêutica AstraZeneca. Até o momento as doses produzidas dependem de IFA importado da China.

Falta de matéria-prima

A lentidão no envio dessas substâncias tem dificultado o andamento da imunização no Brasil. Na entrevista coletiva, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, foi perguntado sobre as ações para acelerar a liberação dos IFAs pela China diante do quadro da previsão do Instituto Butantan de cessar a produção da Coronavac na semana que vem pela falta da matéria-prima, anunciada pelo diretor da instituição, Dimas Covas.

“O governo federal trabalha sempre junto com Instituto Butantan. Estamos sempre junto com eles para monitorar o recebimento dos insumos. O ministro [Marcelo Queiroga] esteve presente hoje com o embaixador chinês [Yang Wanming]. Estamos sempre conversando quer com embaixada em Pequim ou com embaixador chinês no Brasil”, disse o secretário executivo.

Contudo, Cruz acrescentou que o Ministério da Saúde não tem ainda informações do governo chinês quanto ao envio de IFAs.

Balanço

O secretário executivo apresentou um balanço das vacinas contra a covid-19 adquiridas. Até o momento, haveriam 532,5 milhões de doses contratadas. Perguntado por jornalistas se todo este montante já teria garantia em contrato, Cruz respondeu que esse quantitativo estaria “pactuado”.

“Não dá para falar que vacina não está contratada. Ela está formalizada. Não há chance de não receber essas doses conforme previsão contratual. Existem doses que são contratadas diretamente pelo governo e outras que são entregues pela Fiocruz”, colocou.

De acordo com a previsão do governo federal, ainda há 20 milhões de doses da indiana Covaxin e mais 10 milhões da russa Sputnik V, mas os dois imunizantes tiveram as importações negadas pela Anvisa. No caso do imunizante russo, a direção da Anvisa afirmou que da forma como ele foi desenvolvido seria impossível a aprovação.

6 de maio de 2021

Decreto Nº 316/2021 em Sarandi

 


Decreto Nº 316/2021 está disponível na íntegra em nosso site, link: http://www.sarandi.pr.gov.br/.../item/decreto-n-316-2021

Confira algumas das mudanças do Decreto Nº 316/2021:
- Prorroga-se o prazo de vigência vigência previsto no art. 1º do Decreto 303/2021 pelo prazo de 07 dias, compreendido entre os dias 08 de maio á 14 de maio, inclusive.
- A partir de 10 de maio (segunda feira), fica autorizado o retorno das aulas e atividades escolares presenciais, tanto na rede pública estadual quanto na municipal, devendo serem cumpridas todas as regras contidas na Resolução nº 98/2021 da SESA e seguintes já editadas.


Novo lote com 600 mil doses de vacina da Pfizer chega ao Brasil hoje

 

A Pfizer entrega nesta quarta-feira, 5, um novo lote com 628.290 doses da vacina ComiRNAty, contra a Covid-19, desenvolvida em parceria com a BioNTech. A entrega será realizada às 19h55 no aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP).

Essa é a segunda remessa do acordo fechado com o governo brasileiro para o fornecimento de 100 milhões de vacinas ao país até o final deste ano. Na semana passada, foram entregues 1 milhão de doses. Metade delas já foi distribuída aos estados e começaram a ser aplicadas nesta semana. De acordo com o Ministério da Saúde, para o mês de maio, estão previstas 2,5 milhões de doses da vacina da Pfizer.

Versão eficaz contra novas variantes

A empresa de biotecnologia Moderna anunciou nesta quarta-feira, 5, que a dose extra de sua vacina contra Covid-19 é eficaz contra as variantes identificadas no Brasil e na África do Sul. As duas são consideradas cepas de preocupação por serem mais transmissíveis e escaparem da proteção imunológica gerada por infecções prévias e pelas vacinas atuais.

O anúncio é baseado em resultados preliminares de um estudo fase 2 da empresa americana que avalia se uma dose de reforço do imunizante é capaz de aumentar o grau de proteção. Duas estratégias de reforço estão em teste: uma injeção adicional de baixa dose da vacina atual da empresa, e uma injeção adicional de uma nova versão da vacina, personalizada contra a cepa B.1.351 (identificada pela primeira vez na África do Sul).

Como o esquema de imunização desta vacina já prevê a aplicação de duas doses, esse reforço seria uma terceira dose. De acordo com a empresa, ambas foram capazes de estimular altos níveis de anticorpos contra as variantes P.1., identificada em Manaus, e B.1.351. Os resultados são baseados nos níveis de anticorpos duas semanas após a aplicação das doses de reforço. Os participantes continuam a ser acompanhados para analisar a resposta de longo prazo.

Os dados foram submetidos para a plataforma pré-publicação bioRxiv e assim que o estudo for finalizado, será enviado para publicação em revista científica. O estudo também avalia uma terceira estratégia, uma injeção que combina quantidades iguais da vacina atual com a versão personalizada para a variante sul-africana. Mas ainda não há dados sobre essa opção.

“Nossa plataforma de mRNA permite o design rápido de vacinas candidatas que incorporam mutações-chave do vírus, potencialmente permitindo o desenvolvimento mais rápido de futuras vacinas alternativas correspondentes a variantes, caso sejam necessárias. [...] Continuaremos a fazer quantas atualizações forem necessárias em nossa vacina contra Covid-19 para controlar a pandemia.", disse a empresa em comunicado.

No início de março, o Ministério da Saúde anunciou que avançou nas negociações para a compra de vacinas da Moderna. Na época, a pasta informou que o laboratório poderia entregar ao Brasil 13 milhões de doses em 2021, suficiente para imunizar 6,5 milhões de pessoas. No entanto, não foram divulgados mais detalhes sobre possíveis avanços do acordo.

Covid-19: Sérvia vai pagar 160 reais aos cidadãos para serem vacinados

 

O Presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, anunciou nesta quarta-feira (5) que serão pagos 25 euros aos cidadãos já vacinados contra a covid-19 e aos que se vão vacinar até final de maio, uma iniciativa inédita no mundo.

Um dos países europeus na vanguarda em matéria de vacinação da população, com 1,3 milhões de pessoas totalmente imunizadas com duas doses em sete milhões de habitantes, a Sérvia quer relançar a campanha de vacinação, num período em que o interesse público diminui.

O Presidente disse ainda esperar que quase três milhões de pessoas sejam vacinadas até ao final do mês, com pelo menos uma dose da vacina. O país dos Balcãs comprou milhões de doses de vacinas, tanto de laboratórios ocidentais como dos concorrentes chineses e russos.

No final de março, as autoridades chegaram a convidar cidadãos de países da região balcânica para irem à Sérvia ser vacinados. As autoridades querem que esta nova iniciativa “recompense as pessoas que demonstraram responsabilidade”, segundo Vucic.

Além disso, o Presidente anunciou que os funcionários do setor público que não foram vacinados não vão poder receber indenização por baixa médica se a mesma for devido à covid-19.

Em outros países algumas empresas oferecem regalias aos funcionários por aceitarem ser vacinados contra a covid-19. No entanto, o epidemiologista sérvio Zoran Radovanovic acredita que usar dinheiro como incentivo para a vacinação pode ser uma faca de dois gumes.

“Isso vai forçar certas pessoas que vivem em pobreza extrema a se vacinarem, mas vai causar resistência em outras. A lógica é a seguinte: se o Estado me paga para fazer algo e me diz que é para o meu bem, então há algo duvidoso”, alertou o especialista.

A Sérvia já contabilizou mais de 694 mil casos de covid-19 e 6.456 mortes devido ao vírus. A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.230.058 mortos no mundo, resultantes de mais de 154,2 milhões de casos de infeção.

3 de maio de 2021

Obesidade entre jovens amplia potencial de riscos relativos à covid-19



 Um estudo feito pelas universidades de Oxford e de Cambridge, no Reino Unido, confirmou que jovens obesos estão mais propensos a desenvolverem casos mais graves de infecção pela covid-19. O levantamento foi publicado na revista científica The Lancet.

Os dados de quase 7 milhões de pessoas passaram pela análise do grupo de médicos, que apontou as chances cada vez maiores de desenvolver quadros mais severos da doença. Essa chance é maior entre indivíduos na faixa etária dos 20 aos 39 anos, cujo Índice de Massa Corporal (IMC) esteja acima de 23 kg/m2, nível ainda considerado saudável.

As universidades, duas das maiores do Reino Unido e do mundo, retiraram as informações – em conjunto com o Centro de Ciências da Saúde da Universidade de Pequim – de um banco de dados nacional, o QResearch, e se referem à primeira onda da pandemia no país – entre janeiro e abril de 2020.

Segundo o estudo, conforme o IMC ultrapassava o valor de 23 kg/m2, maior eram as possibilidades do coronavírus ampliar os efeitos na pessoa. A cada aumento de unidade no indicador, o risco de hospitalização crescia 5% e as chances de ir para a UTI subiam 10%.

Prefeitura de Maringá Rumo aos 80 MIL VACINADOS!


Prefeitura de Maringá
 Neste fim de semana, 1 e 2 de maio, a Secretaria de Saúde de Maringá vacinou 5.351 pessoas com a 1ª dose do imunizante (5.349 idosos e 2 trabalhadores de saúde). Outras 245 pessoas receberam a 2ª dose (1 idoso e 244 trabalhadores de saúde). No total, já são 79.976 pessoas vacinadas com a 1ª dose em Maringá e 42.270 pessoas imunizadas com a 2ª dose. 😍 Neste fim de semana, 1 e 2 de maio, a Secretaria de Saúde de Maringá vacinou 5.351 pessoas com a 1ª dose do imunizante (5.349 idosos e 2 trabalhadores de saúde). Outras 245 pessoas receberam a 2ª dose (1 idoso e 244 trabalhadores de saúde). No total, já são 79.976 pessoas vacinadas com a 1ª dose em Maringá e 42.270 pessoas imunizadas com a 2ª dose.

 

30 de abril de 2021

 

Cronograma de Vacinação contra Covid-19 - Sexta-feira - 30/04/2021

👨‍👩‍👧‍👦
Público: (a depender da disponibilidade de dose*) 1ª e 2ª dose para idosos com 62 anos de idade ou mais
📍
Locais: UBS Aurora, UBS Independência, UBS Nova Aliança, UBS Monte Rey, UBS Flores, UBS Rio de Janeiro, UBS Ouro Verde e Clínica Materno Infantil (CMI)
⌚
Horário: 08h às 12h
*Obs: Disponibilidade de doses pode variar de uma UBS para outra.
👨‍👩‍👧‍👦
Público: Profissionais de Saúde (2ª dose)
📍
Local: Secretaria de Saúde
⌚
Horário: 13h30 às 15h30
❗
Aviso¹: Evitem ficar na fila e aglomeração de pessoas, procurem a UBS no decorrer da manhã.
❗
Aviso²: Se necessário, a 2ª dose para idosos será feita por agendamento.
❗
Aviso³: Seja solidário com a pessoa com dificuldade de movimentação, existem prioridades dentro das prioridades!
📎
Documentação necessária: CPF, Cartão SUS, RG, Carteira de Vacinação e Comprovante de Endereço
📎
Obrigatório apresentação da carteira de vacina e documento pessoal com foto
📌
Se teve exame de covid-19 positivo: aguarde 30 dias para procurar a sala de vacina.
❓
Dúvidas? Ligue na Secretaria de Saúde: 3288-7000
❤️
Seja um cidadão responsável e colabore com os profissionais de saúde. Gentileza gera gentileza!
📍
Endereços e telefones:
UBS Aurora - Rua Rotary, nº 860 - Jardim Aurora - Fone: (44) 3126-9585
UBS Ouro Verde - R. Castro Alves, 2472 - Jardim Ouro Verde II - Fone (44) 3126-9556
UBS Rio de Janeiro - Av. Rio de Janeiro, 1785, Sarandi - PR, 87113-827. Fone: (44) 3126-9525
UBS Independência - Avenida Brasil, 461 - Jardim Independência - Fone: (44) 3126-9570
Clínica Materno Infantil - Rua Guiapó, 3 - Centro. Fone: (44) 3126-9548 ou (44) 3126-9538
UBS Jardim das Flores - Rua José Galindo Garcia,512- Quadra 07 - Jardim das Flores. Fone: (44) 3126-9592 ou 3126-9596
UBS Nova Aliança - Avenida Amazonas com Rua José Galindo Garcia, 512 - Jardim Nova Aliança - Fone: (44) 3126-9577
UBS Monte Rey - R. Pau-marfim - Jardim Monterey, Sarandi - PR, 87112-805 - Fone: (44) 3126-9696
Secretaria de Saúde de Sarandi - Avenida Londrina, 1174 - Jardim Independência. Fone: (44) 3288-7000


Brasil chega a 400 mil mortes por covid-19 em abril, conforme previsões

O Brasil ultrapassou 400 mil mortes por covid-19 na 5ª feira (29.abr.2021). Até as 18h, foram 401.186 óbitos confirmados. A 1ª vítima foi confirmada em 17 de março do ano anterior. De lá para cá, foram, em média, 983 mortes por dia.

                                   © Amazônia Real (via Fotos Públicas) 


                  A marca de 400 mil mortes foi registrada 5 dias depois do que o previsto pelo Instituto de Métricas e Avaliação da Saúde da Universidade de Washington. A projeção apontava que o Brasil atingiria o patamar no dia 24 de abril, quando seriam confirmadas 4.004 mortes em 24h, no pior cenário. O cenário mais provável segundo os especialistas apontava 3.930 óbitos na data. As projeções foram publicadas em 1° de abril de 2021. Eis um resumo dos resultados, em inglês (5,3 MB).

Faltando 1 dia para o fim do mês, abril teve 79.671 óbitos. É o mês mais letal da pandemia. O país vem registrando uma escalada de letalidade a cada mês. Antes de abril, março havia atingido o pico de mortes, com 66.573 óbitos.

23 de abril de 2021

Gretchen toma segunda dose da vacina contra a Covid-19: ‘Totalmente imunizada’

 


Na tarde de quarta-feira (21), Gretchen celebrou em suas redes sociais o fato de ter tomado a segunda dose da vacina contra a Covid-19. Em seu Instagram, a cantora mostrou o momento em que recebe o imunizante e, bem-humorada, usou um filtro divertido para incentivar os fãs a fazerem o mesmo.

“Oi gente! Segunda dose hoje, hein? Vocês não podem deixar de tomar a segunda dose, porque é muito importante”, começou ela. No vídeo seguinte, após receber a vacina, Gretchen celebrou: “Totalmente imunizada! Acabou a Covid para mim, agora. Venham também para vocês ficarem imunizados e daqui a pouco a gente ter uma vida normal”, disse ela.



Mais de 16 mil pessoas tomaram doses trocadas de vacina contra Covid, diz jornal

 

Pelo menos 16,5 mil pessoas foram vacinadas com doses trocadas de imunizantes diferentes contra a Covid-19 no Brasil, de acordo com o Datasus, sistema de informações do Ministério da Saúde. Os dados foram compilados pelo jornal Folha de S.Paulo.

Segundo a reportagem, essas pessoas tiveram registro de primeira dose com a vacina da Coronavac e da segunda dose da Oxford/AstraZeneca ou vice-versa. De acordo com os dados levantados, 14.791 pessoas iniciaram a imunização com esta última, e receberam uma segunda dose da Coronavac. Outras 1.735 pessoas fizeram a trajetória contrária.

Ainda de acordo com o jornal, a troca aconteceu em praticamente todo o país, com exceção dos estados do Acre e do Rio Grande do Norte. O levantamento levou em conta todos os vacinados no primeiro mês de vacinação, entre 17 de janeiro e 17 de fevereiro, que retornaram para a segunda dose até 8 de abril. No total, foram 3,5 milhões de pessoas. A maior parte das trocas ocorreu em profissionais de saúde.

Segundo a imunologista Cristina Bonorino, professora titular da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) e membro dos comitês científico e clínico da Sociedade Brasileira de Imunologia, ouvida pela reportagem, “quem tomou uma dose de um fabricante e outra dose de outro, não tomou nenhuma dose completa da vacina”.

Os dois imunizantes, que são os únicos disponíveis no Brasil, possuem intervalos diferentes de aplicação, sendo o da Coronavac de até 28 dias e da Oxford/AstraZeneca, três meses, de acordo com a Fiocruz. Além disso, as duas vacinas foram desenvolvidas com tecnologias distintas.

Em nota à Folha, o Ministério da Saúde disse que foi notificado sobre 481 ocorrências de aplicação de doses distintas de diferentes vacinas. “A pasta esclarece que cabe aos estados e municípios o acompanhamento e monitoramento de possíveis eventos adversos a essas pessoas por, no mínimo, 30 dias”.

Suposto ganhador da Mega da Virada aparece e Procon vai comunicar Caixa


 Um apostador da Mega-Sena da Virada procurou o Procon-SP nesta quinta-feira (22) afirmando ser o vencedor do sorteio realizado em 31 de dezembro de 2020 que ainda não havia procurado a Caixa para receber o prêmio de R$ 162,6 milhões. As informações são do jornal Agora.

O órgão de defesa do consumidor disse que irá notificar a Caixa Econômica Federal para que o banco confirme a identidade do apostador. Os vencedores da Mega-Sena têm até 90 dias após a realização do sorteio para retirar o prêmio ou perdem o valor.

O vencedor que não se apresentou dentro do prazo previsto é da capital paulista e fez sua aposta pela internet. De acordo com o regulamento da loteria, os prêmios não resgatados são destinados ao Fies (Fundo de Financiamento do Ensino Superior).

No concurso da última Mega da Virada, dois bilhetes foram contemplados. Uma das apostas era de Aracaju (SE) e a outra, da capital paulista. Cada vencedor tinha direito a um prêmio de R$ 162.625.108,22 por acertar as seis dezenas do concurso.

Ainda de acordo com o Agora, para o Procon-SP, mesmo que o banco diga que o consumidor perdeu o prêmio por não ter retirado o valor dentro do prazo, é dever da instituição realizar o pagamento.

Em março, a Caixa foi notificada a identificar o apostador e fazer o pagamento, mas o banco informou que a obrigação de reclamar a premiação no prazo de 90 dias é do vencedor, e que o cadastro virtual não tem a finalidade de fazer a identificação, mas de verificar a qualificação do apostador (maioridade civil, CPF, etc.).

Sgeundo o banco, ainda que a aposta tenha sido realizada pela internet, assim como nas apostas em casas lotéricas, “a Caixa não grava, junto com a aposta, a identidade do apostador, independentemente do canal de venda”.

20 de abril de 2021

Ao menos 49 passageiros de voo Nova Délhi-Hong Kong testam positivo para covid-19

 Ao menos 49 passageiros de um voo entre Nova Délhi e Hong Kong testaram positivo para covid-19, anunciaram as autoridades de Hong Kong, que proibiram na segunda-feira os voos procedentes da Índia, Filipinas e Paquistão para evitar um aumento dos contágios.

                                © NOAH SEELAM

Todos os passageiros que testaram positivo viajaram para Hong Kong em 4 de abril em um voo da companhia indiana Vistara, com capacidade para 188 pessoas, mas as autoridades não informaram quantos passageiros estavam no avião. 

Os resultados positivos entre os passageiros foram detectados durante o período de quarentena obrigatório de três semanas em Hong Kong.

Todos os viajantes que chegam a Hong Kong de 25 lugares considerados de alto risco, incluindo Reino Unido, África do Sul, Índia, Paquistão e Estados Unidos, devem apresentar um resultado de exame negativo antes de embarcar - o teste deve ser feito menos de 72 horas antes do embarque. 

O número de contágios no voo é muito significativo, pois Hong Kong registra neste momento menos de 50 casos diários de coronavírus. 

As autoridades de Hong Kong anunciaram uma proibição de duas semanas de todos os voos da Índia, Paquistão e Filipinas, países considerados de "risco extremamente alto" para covid-19. 

A Índia enfrenta um grave aumento dos contágios, com os hospitais em situação crítica, o que levou o governo a retomar as restrições, incluindo um confinamento de uma semana em sua capital, Nova Délhi, onde vivem 20 milhões de pessoas. 

Hong Kong, uma das cidades com maior densidade de população do mundo, foi um dos primeiros lugares do planeta atingidos pelo coronavírus, mas as rígidas condições de entrada, as estritas medidas de distanciamento social e o uso generalizado de máscara ajudaram a manter as infecções a pouco más de 11.000 casos, com 209 mortes. 

De acordo com as autoridades, 9,8% dos 7,5 milhões de habitantes de Hong Kong já foram vacinados.



Nascidos em julho começam a receber auxílio emergencial nesta 3ª feira

 Brasileiros nascidos em julho começam a receber nesta 3ª feira (20.abr.2021) a nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da composição familiar.

                                © Marcelo Camargo/Agência Brasil

O benefício começou a ser pago no dia 6 de abril. Os beneficiários que são inscritos no Bolsa Família começaram a receber o auxílio no dia 16 de abril. Os inscritos podem sacar diretamente o dinheiro nos 10 últimos dias úteis de cada mês, com base no dígito final do NIS (Número de Inscrição Social). O auxílio emergencial somente será pago quando o valor for superior ao benefício do programa social.

O montante pago nesta 3ª feira (20.abr) ficará disponível em conta poupança social digital da Caixa. Pode ser usado para pagamento de contas e compras por meio do cartão virtual. Saques e transferências serão liberados a partir de 30 de abril. A Caixa recomenda não ir presencialmente às agências para evitar aglomerações.

PAGAMENTO NA PRÁTICA

Pelo novo desenho, o governo vai pagar 4 parcelas –de R$ 150 a R$ 375– a 45,6 milhões de pessoas. Eis a divisão:

  • R$ 150 – quem mora sozinho;
  • R$ 250 – famílias com mais de um integrante;
  • R$ 375 – mulheres que são as únicas provedoras de suas famílias.

O cronograma do pagamento para quem tem conta na Caixa ou pelo saque em dinheiro é organizado de acordo com a data de nascimento do beneficiário. Eis o cronograma (os “ciclos” se referem a cada uma das parcelas do auxílio).

As datas para pagamento com crédito na poupança social digital da Caixa:




19 de abril de 2021

Auxílio Emergencial: veja o calendário de pagamentos desta semana

 A Caixa realiza nesta semana pagamentos do auxílio emergencial 2021 para os cadastrados no programa em geral e para o grupo do Bolsa Família. Os beneficiários irão receber os recursos nas contas poupanças sociais digitais referentes à primeira parcela.

Quando creditados nas datas previstas, os valores podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem para o pagamento de boletos, compras na internet e pelas maquininhas.

Calendário desta semana (geral)

O calendário dos pagamentos são organizados pelo mês de nascimento dos beneficiários. Nesta semana os pagamentos serão destinados aos nascidos em julho e agosto.

-Nascidos em julho – terça-feira, dia 20 de abril.

-Nascidos em agosto – quinta-feira, dia 22 de abril.

Veja abaixo o calendário completo:

                              © Fornecido por IstoÉ Dinheiro

Calendário do Bolsa Família desta semana

Para o grupo do Bolsa Família o pagamento do auxílio emergencial é definido pelo último algarismo do Número de Identificação Social (NIS). Nesta semana receberão os cidadãos com final de NIS 2, 3, 4 e 5.

-Final de NIS 2 – segunda-feira, dia 19 de abril.

-Final de NIS 3 – terça-feira, dia 20 de abril.

-Final de NIS 4 – quinta-feira, dia 22 de abril.

-Final de NIS 5 – sexta-feira, dia 23 de abril.

Confira abaixo o calendário do auxílio para as famílias do Bolsa Família:

                              © Fornecido por IstoÉ Dinheiro


15 de abril de 2021

Nascidos em maio começam a receber auxílio emergencial nesta 5ª feira

                                               © Sérgio Lima
 Brasileiros nascidos em fevereiro começam a receber nesta 5ª feira (15.abr.2021) a nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da composição familiar.

O benefício começou a ser pago no dia 6 de abril. Os beneficiários que são inscritos no Bolsa Família começam a receber o auxílio nesta 6ª feira (16.abr). Os inscritos podem sacar diretamente o dinheiro nos 10 últimos dias úteis de cada mês, com base no dígito final do NIS (Número de Inscrição Social). O auxílio emergencial somente será pago quando o valor for superior ao benefício do programa social.

O beneficiário pode verificar aqui (856 KB) o calendário completo de pagamentos.

O montante pago nesta 5ª feira (15.abr) ficará disponível em conta poupança social digital da Caixa. Pode ser usado para pagamento de contas e compras por meio do cartão virtual. Saques e transferências serão liberados a partir de 4 de maio. A Caixa recomenda não ir presencialmente às agências para evitar aglomerações.

Só ganharão o novo auxílio em 2021 aqueles que tinham direito reconhecido ao auxílio em dezembro de 2020. Ou seja, nesta 2ª fase do pagamento, não será possível requerer o benefício ou fazer novo cadastro. Só quem já se registrou nos auxílios de 2020 poderá receber neste ano.

O trabalhador demitido depois de dezembro de 2020 não poderá ter acesso ao auxílio emergencial, só ao seguro-desemprego. A consulta para verificar se a pessoa tem direito ao benefício pode ser feita pelo sistema do Ministério da Cidadania ou no site da Caixa dedicado ao auxílio emergencial.

PAGAMENTO NA PRÁTICA

Pelo novo desenho, o governo vai pagar 4 parcelas –de R$ 150 a R$ 375– a 45,6 milhões de pessoas. Eis a divisão:

  • R$ 150 – quem mora sozinho;
  • R$ 250 – famílias com mais de um integrante;
  • R$ 375 – mulheres que são as únicas provedoras de suas famílias.

O cronograma do pagamento para quem tem conta na Caixa ou pelo saque em dinheiro é organizado de acordo com a data de nascimento do beneficiário. Eis o cronograma:

1ª parcela

2ª PARCELA

3ª PARCELA

4ª PARCELA