20 de março de 2019

Concessionária do transporte público de Maringá pede à Justiça aumento da passagem e indenização de R$ 35,2 milhões

maringapost.com.br

A Transporte Coletivo Cidade Canção (TCCC), empresa que detém a concessão do transporte público em Maringá, no norte do Paraná, pede à Justiça um aumento da passagem de ônibus e uma indenização de R$ 35,2 milhões da prefeitura. A concessionária pede um reajuste da tarifa média de R$ 4,76. Segundo a empresa, a indenização é "para compensar o desequilíbrio desde o início da execução do contrato". De acordo com a TCCC, "as tarifas concedidas, decorrentes dos sucessivos pedidos de reajustes, não foram suficientes para superar a defasagem de preços e recompor o equilíbrio econômico-financeiro do contrato de concessão, razão pela qual se socorre do Poder Judiciário para ver solucionada a questão", diz um trecho do pedido.Atualmente, o preço da passagem é de R$ 3,90, para quem usa o cartão Passe Fácil, e R$ 4,50 para as passagens no cartão avulso.A ação foi ajuizada pela empresa no dia 8 deste mês, na 2ª Vara da Fazenda Pública. Nesta segunda-feira (18), o pedido de liminar foi negado pelo juiz Nicola Frascati Júnior, que marcou uma audiência de conciliação prévia entre prefeitura e empresa para 24 de abril."Seria ilusório imaginar que a medida seria reversível, porquanto o implemento do valor cobrado dos usuários jamais poderá ser por eles reavido, acaso os pedidos deduzidos porventura sejam, ao final, julgados improcedentes", justificou o juiz, ao negar a liminar para o aumento da tarifa.A prefeitura de Maringá disse que ainda não foi notificada da decisão. A reportagem ainda não conseguiu contato com a TCCC.