11 de março de 2019

Mortes por afogamento no litoral do Paraná aumentam 150%, segundo balanço da Operação Verão

Mortes por afogamento no litoral do Paraná aumentam 150%, segundo balanço da Operação Verão — Foto: Jaelson Lucas/ANPr
Os casos de mortes por afogamento aumentaram 150% no litoral do Paraná, durante a Operação Verão 2018/2019, em comparação aos dias da operação no ano anterior. Quinze pessoas morreram afogadas, segundo balanço do Corpo de Bombeiros.
A Operação Verão, que terminou neste domingo (10), teve 24 dias a mais do que a edição anterior. Na operação de 2017 para 2018, foram seis mortes por afogamento, conforme os bombeiros.
Outros números da operação não foram divulgados até este domingo.

Último caso
A 15ª morte confirmada durante a Operação 2018/2019 foi registrada no sábado (9). Segundo os bombeiros, um rapaz de 18 anos estava com o pai, no balneário Junara, em Matinhos, no litoral do estado.
O rapaz estava em uma área que não é protegida por guarda-vidas, e se afogou, de acordo com os bombeiros.
Ainda segundo o balanço preliminar do Corpo de Bombeiros, durante a Operação Verão deste ano, foram registradas nove mortes em trechos de praia que não possuem a presença de guarda-vidas, outras três em rios, duas em piscinas e uma registrada em uma baía.
De acordo com os bombeiros, não houve mortes por afogamento em faixas protegidas por guarda-vidas no período da operação. (Com informações do G1)