15 de março de 2019

Violência: Prefeitura corre contra o tempo para implantar botões do pânico

Reprodução / Foto: Rogério Machado/SEDS
A previsão é distribuir 50 dispositivos para vítimas de violência ainda neste mês, mas o prazo pode atrasar. É que a pedido da Procuradoria-Geral do município, a Secretaria da Mulher alterou o processo de contratação dos botões. Antes seria feito por licitação e, agora, será na modalidade de pregão. A coordenadora de Políticas Públicas da Semulher, Aliádine Chicoski, esclarece a mudança na locação dos dispositivos e diz que a decisão tomada dará mais transparência ao processo.

Os R$ 162 mil foram repassados pela Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social por meio de um convênio assinado em 2018. O prazo para utilização do recurso encerra em novembro deste ano. O botão do pânico ficará conectado com a Patrulha Maria da Penha, da Guarda Municipal.