17 de abril de 2019

Astronauta pode bater recorde de permanência de mulher no espaço

Astronauta Christina Koch pode bater recorde de permanência de mulher no espaço — Foto: Nasa
Com informações do G1 Globo / Reprodução: Sarandi em Dia - A astronauta Christina Koch pode bater o recorde de permanência de uma mulher em missão espacial, anunciou a Nasa nesta quarta-feira (17). Segundo a agência espacial, a permanência de Koch na Estação Espacial Internacional (EEI) foi estendida até fevereiro de 2020, quando ela completará 328 dias no espaço.
O recorde anterior de uma mulher no espaço foi de 288 dias, completados pela astronauta Peggy Whitson em 2017. A missão de Koch será apenas um pouco mais curta que o voo espacial mais longo de um astronauta da Nasa (340 dias), estabelecido pelo ex-astronauta Scott Kelly em 2016.

Ela fará parte de três expedições durante os próximos meses. As missões de Koch ajudarão os cientistas a coletar dados adicionais sobre os efeitos do voo espacial humano de longa duração. A pesquisa é essencial para apoiar futuras missões de exploração do espaço, como viagens para a Lua e Marte.

Ainda segundo a Nasa, durante anos foram coletados dados importantes sobre os efeitos do espaço na saúde e na performance de astronautas. Os estudos mostraram que os resultados variam entre homens e mulheres dependendo do tempo de permanência.

"Os astronautas demonstram incrível capacidade de recuperação e adaptabilidade em resposta à longa duração do voo espacial", disse Jennifer Fogarty, cientista-chefe do Programa de Pesquisa Humana do Centro Espacial Johnson da Nasa nos EUA.

“Isso permitirá missões de exploração bem-sucedidas com astronautas saudáveis ​​e prontos para o desempenhar seus papéis. A Nasa está procurando desenvolver o que aprendemos com astronautas que ficaram no espaço por mais de 250 dias. A missão ampliada de Christina fornecerá dados adicionais para o Programa de Pesquisa Humana da Nasa e continuará a apoiar futuras missões à Lua e a Marte. ” VEJA MAIS EM: https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2019/04/17/astronauta-pode-bater-recorde-de-permanencia-de-mulher-no-espaco.ghtml