4 de abril de 2019

Depen quer instalar celas modulares em Maringá e Sarandi

De O Diário - O Departamento Penitenciário do Paraná (Depen) se prontificou a instalar celas modulares em Maringá e Sarandi para resolver o problema de superlotação nas cadeias da região. O anuncio foi feito nesta quarta-feira (3), durante reunião de integrantes do Depen com representantes dos municípios da região de Maringá.

O delegado corredor do Depen, Renan Ferreira, adiantou que depende da parceria dos municípios na cessão de terrenos para a instalação das celas modulares. As celas modulares criariam entre 200 e 300 vagas para atender a necessidade imediata, porém não resolveria o problema da região. O deputado estadual Delegado Jacovós (PR), diz que as celas modulares criariam “vagas emergenciais”.
Segundo o deputado o deficit nas 19 comarcas da região de Maringá é de 1,2 mil vagas. “Muitos são condenados que deveriam estar nas penitenciárias mas estão nas cadeias dentro das cidades”, lamenta. Jacovós compara que em Sarandi são 215 presos no centro da cidade, ao lado de escolas e creches e 50% deles condenados.

Já na cadeia da 9ª Subdivisão Policial de Maringá, onde existem apenas duas celas para 30 presos são 136. “As celas modulares serão com certeza melhores que as condições que esses presos estão hoje e podem estar prontas em seis meses”.

O prefeito de Sarandi, Walter Volpato, presente na reunião, ofereceu um terreno de 13 mil metros para construção de um presídio para que sejam retirados os presos do centro da cidade e que abriguem somente presos do município. O secretário de Segurança de Maringá, Coronel Padilha e o vereador Flávio Mantovani se prontificaram a viabilizar um terreno através da prefeitura para a instalação das celas modulares.

Pelos deputados, foi convencionado que irão buscar junto ao Governo do Estado os recursos necessários para execução das obras emergenciais em Maringá e Sarandi. Nos próximos dias, o deputado Delegado Jacovós, em conjunto com os demais deputados, irá convocar audiência pública para tratar do grave problema carcerário em todo o estado.

Participaram ainda da reunião o deputado Do Carmo (PSL) e Soldado Adriano (PV), o coordenador regional Depen Maringá, Luciano Brito, o delegado-chefe de Maringá, Adão Rodrigues, o capitão Radamés, representando 4o BPM, o secretário de Segurança de Sarandi, Joel Inglês os vereadores, Nildão de Sarandi e Flávio Mantovani, de Maringá e a promotora da VEP de Maringá, Valéria Seyr, o promotor Alexei Choi Caruncho, representando a Promotoria de Execuções Penais do Estado, Donizete Silva, diretor da Penitenciária Estadual de Maringá e Henrique Machado, representante da Comissão de Direitos Humanos da OAB de Maringá.