10 de abril de 2019

Menino que recebeu milagre do padre Donizetti vira celebridade em Casa Branca: 'Gratidão'

Bruno Henrique de Oliveira sofria de pé torto congênito bilateral e foi curado por padre Donizetti — Foto: Wilson Aiello/EPTV

G1 Globo - O estudante Bruno Henrique Arruda de Oliveira, de 12 anos, virou uma celebridade em Casa Branca (SP) após a Igreja Católica reconhecer que ele recebeu um milagre do padre Donizetti Tavares de Lima. Moradores e colegas de escola ficaram emocionados quando souberam que ele foi curado de uma deformidade conhecida como pé torto congênito bilateral.
Na segunda (9), uma cerimônia em Tambaú, cidade onde o religioso ficou conhecido, anunciou que o padre será beatificado no segundo semestre.
Gratidão
O menino falou sobre o milagre em uma das rádios de Casa Branca, onde mora.
“Uma palavra que representa muito para mim é gratidão. Minha vida desde pequeno foi mudada. Uma felicidade inexplicável, muito grande no meu coração”, disse.

A mãe, Margarete Rosilene Arruda de Oliveira, contou que o filho não conseguia ficar em pé e que as pernas eram até arqueadas. Ela implorou pela intercessão do sacerdote e disse que de um dia pro outro tudo mudou.

“Diante daquela situação difícil eu pensei: talvez se eu pedir para Nossa Senhora e para Jesus, como pecadora que eu sou, talvez eu não consiga. Eu vou pedir para que o padre Donizetti peça porque eu sei que para ele eles não vão negar. Eu implorei para ele e no outro dia o meu filho estava curado”, afirmou.

Processo de beatificação
O milagre do padre foi reconhecido pelo Papa Francisco e o processo de beatificação começou em 1992. Foram reunidos documentos e provas de tudo o que aconteceu.

Agora só falta a cerimônia oficial, que deve ser feita no segundo semestre, mas desde já ele é considerado pelos fiéis um beato.

Para ser canonizado, ou seja, ser considerado santo, mais um milagre deve ser reconhecido pela igreja.