2 de abril de 2019

Paulo Preto admite ter contas na Suíça com R$137 milhões

© Antônio Augusto Paulo Vieira de Souza foi condenado por fraude em licitações e formação de cartel
O ex-diretor da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S.A) Paulo Vieira de Souza admitiu para a Receita Federal ter 4 contas na Suíça, onde teria guardado 35 milhões de francos suíços, o que corresponde a R$ 137 milhões.
A confissão pode livrá-lo da acusação de crime fiscal. Pauli Vieira é apontado como operador financeiro do PSDB. Já foi preso 3 vezes e já é condenado em 145 anos de prisão.
Em fevereiro, foi condenado mais uma vez pela juíza Maria Isabel do Prado, da 5ª Vara Federal de São Paulo, em 1 processo no âmbito da operação Lava Jato a 27 anos e 8 dias de prisão. Deste, os primeiros 7 anos e 8 dias serão cumpridos em regime fechado. Paulo Vieira respondeu por fraude em licitações e formação de cartel.

Paulo Vieira de Souza foi acusado pelo MPF-SP (Ministério Público Federal de São Paulo) de ter fraudado licitações e participado de formação de cartel em obras do trecho sul do Rodoanel e do Sistema Viário Metropolitano de São Paulo entre 2004 e 2015.