8 de maio de 2019

Neto é suspeito de estuprar avó deficiente visual de 77 anos

                            (FOTO: ILUSTRAÇÃO/DREAMSTIME)

Uma idosa, de 77 anos, registrou denúncia contra o próprio neto por estupro. O crime foi cometido na madrugada do último sábado (4), em Sarandi. A vítima, que é deficiente visual, teve a casa invadida por volta das 2h30 da madrugada. Segundo depoimento, a avó reconheceu o homem pela voz e pelo cheiro.

O delegado Adriano Garcia, que acompanha o caso, foi até o hospital onde a idosa está e gravou um vídeo com depoimento da vítima.
Neto é o principal suspeito estuprar avó

De acordo com informações, no momento do crime, a idosa, que mora com um filho, estava sozinha. Então um homem invadiu sua casa e abusou sexualmente da vítima. Após o outro morador da residência chegar, a mulher relatou o ocorrido e o suspeito, neto dela, foi levado até o local. Depois de negar os atos, o homem informou a esposa que iria ao centro da cidade, entretanto,não voltou mais para casa.

A vítima procurou a delegacia, junto com a filha, e registrou denúncia contra o neto. Na sequência a idosa foi encaminhada ao Hospital Universitário de Maringá para exames de corpo de delito.

O delegado que acompanha o caso esteve no hospital e registrou depoimento da idosa por vídeo. Adriano Garcia revelou que a esposa do neto foi ouvida e relatou que ele não estava em casa no momento do crime e após a denúncia não foi mais localizado.

“Nossas equipes estão nas ruas a procura deste elemento. Estamos ultimando os registros de cartório, documentação, produzindo documentação para que na sequência seja pedida a prisão temporária. É o que iremos fazer nas próximas horas”, conta Garcia.

Confira a matéria do Cidade Alerta Maringá: