1 de junho de 2019

Anticoncepcional e emagrecimento: é verdade que um atrapalha o outro?

                                © fongbeerredhot/shutterstock

Apesar de ser um método contraceptivo bastante popular, a pílula anticoncepcional ainda é cercada de mitos e levanta muitas dúvidas. A relação feita entre o remédio e o ganho de peso, por exemplo, é conhecida, mas será que tem fundamento?
Pílula anticoncepcional atrapalha o emagrecimento?
© NUM LPPHOTO/shutterstock

Não há indícios sólidos que confirmem que a pílula anticoncepcional resulte em ganho de peso, afirma o ginecologista e obstetra Domingos Mantelli.

O uso do medicamento, no entanto, pode sim provocar aumento nos números na balança. Mas o aumento no peso, neste caso, não está relacionado ao ganho de gordura, mas sim a uma possível retenção de líquidos.O acúmulo de líquidos pode ser resultado, por exemplo, da elevação dos níveis do estrogênio, causado pela ingestão da pílula.

Este hormônio também pode aumentar o apetite, causando a confusão na correlação entre o anticoncepcional oral e a dificuldade de emagrecimento. É equivocado dizer, no entanto, que o contraceptivo, sozinho, engorde ou atrapalhe a perda de peso.De acordo com o ginecologista, uma maneira de minimizar o inchaço é buscar, com orientação do profissional de saúde, por pílulas com diferentes dosagens hormonais que não sobrecarreguem a mulher.

Além de afirmar que a pílula não tem qualquer relação com maior quantidade de células de gordura, o médico aponta que é possível tomar anticoncepcional e não engordar se a mulher contar com indicação médica ao escolher do remédio, praticar exercícios físicos regularmente e manter uma alimentação saudável e equilibrada.A pílula anticoncepcional é uma das formas mais comuns e acessíveis de evitar uma gravidez e, se administrada corretamente, tem taxa de falha inferior a 1%. De fácil administração, o medicamento está presente no mercado com várias marcas e níveis de hormônio.