19 de junho de 2019

Patrulha Maria da Penha garante proteção para as mulhere

                            foto: ASCOM

Desde de sua implantação em 2017, a Patrulha Maria da Penha já realizou 1.076 visitas às mulheres vítimas de agressão, que possuem Medidas Protetivas no município.

Com o trabalho e a divulgação na mídia sobre violência doméstica, feminicídio, ameaças entre outros, muitas mulheres tomaram a iniciativa de denunciar os agressores. Por conta disso, houve um aumento significativo nas medidas protetivas, em Sarandi são 102 processos ativos para continuação em visita de averiguação.

A partir do momento que a Patrulha Maria da Penha começa atender a vítima são realizadas visitas mensalmente, semanalmente ou a pedido judicial ou da própria vítima, para fiscalizar se o agressor continua ameçando a mulher. Durante essas visitas, a Guarda Municipal faz um relatório e encaminha ao poder judiciário via PROJUDI (Processo Judicial Digital), se as medidas estão sendo cumpridas ou não, caso não estiver sendo cumpridas, o agressor é intimado a comparecer em juízo para esclarecimentos, e se for reincidentes pode ser expedido mandado de prisão, por descumprimento de decisão judicial.

As mulheres, vítimas de violência doméstica podem denunciar as agressões, através do número 153.

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Sarandi com informações da Guarda Municipal e SEMUTRANS