10 de julho de 2019

Secretaria de Educação discute a BNCC e a Proposta Curricular de Sarandi

                            foto: ASCOM / Profª Drª Marta Sueli de Faria Sforni 


Na última terça-feira (09) foi realizada uma conferência sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) na Igreja Assembleia de Deus, no centro de Sarandi. O evento tem por objetivo discutir competências gerais para nortear os componentes curriculares que assegurem os direitos da aprendizagem de todos os estudantes da esfera pública.

Para a realização da BNCC é elaborado um documento de caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais, que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica.

Para a realização da Palestra foi convidada a Marta Sueli de Faria Sforni que possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual de Maringá (1986), mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Maringá (1996), doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo – USP (2003) e pós-doutorado pela Universidade Estadual de Campinas – Unicamp (2014). Atualmente é professora-associada da Universidade Estadual de Maringá e membro do corpo docente do Mestrado e Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Educação. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Métodos e Técnicas de Ensino, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino, aprendizagem conceitual, didática, desenvolvimento humano, Teoria Histórico-Cultural e Teoria da Atividade.

Educação é a base

“A BNCC estabelece conhecimentos, competências e habilidades que se espera que todos os estudantes desenvolvam ao longo da escolaridade básica” explica o Secretário de educação, Antônio Del Nero, e completa: “Com isso realizamos a formação humana integral e para a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva” finaliza.

Conforme definido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB, Lei nº 9.394/1996), a Base deve nortear os currículos dos sistemas e redes de ensino das Unidades Federativas, como também as propostas pedagógicas de todas as escolas públicas e privadas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, em todo o Brasil.