27 de agosto de 2019

Procon multa distribuidoras de combustíveis de Maringá em R$ 500 mil

                                 Foto: Reprodução/EPTV

 

Segundo o Procon, empresas não apresentaram notas de vendas de combustíveis. Empresas podem recorrer.Quatro distribuidoras de combustíveis de Maringá, no norte do Paraná, foram multadas em R$ 500 mil pelo Procon, nesta segunda-feira (26). Distribuidoras podem recorrer.

De acordo com o órgão de proteção e defesa do consumidor, as empresas não apresentaram notas de vendas de combustíveis aos postos.

Ao todo, há 16 distribuidoras no estado que compram combustível na refinaria da Petrobras em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, e revendem para postos .

O Procon analisou as notas fiscais e apura porque os postos maringaenses vendem os litros de gasolina, etanol e diesel mais caros do que em outras cidades, já que a refinaria é mesma.

O órgão também deu continuidade a fiscalização em conjunto com o Instituto de Pesos e Medidas (Ipem). Foram lacrados quatro bicos de bomba de quatro estabelecimentos, em um deles o consumidor perdia cerca de 9 milímetros a cada litro de etanol.

Também foram colhidas amostras dos combustíveis para para verificar composição e misturas. O Laboratório de Análises de Combustíveis da Universidade Estadual de Maringá (UEM) está com mais de 60 amostras de 16 postos.

A fiscalização prosseguirá e passará por todos os 77 postos do município, contando ainda com a colaboração da Receita Estadual para verificação da transmissão de dados e combate à sonegação.