29 de agosto de 2019

Seca reduz níveis dos reservatórios de Sarandi e Marialva em até 30%

                               Divulgação/Autarquia de Águas de Sarandi 

Municípios estudam ações de conscientização sobre o uso racional de água. Na região de Marialva, o abastecimento do Distrito de Santa Fé é feito por caminhão-pipa até três vezes por dia.A estiagem nas regiões de Sarandi e Marialva provocou a redução dos níveis dos reservatórios municipais de água. É que não chove de maneira expressiva nas duas cidades a quase 70 dias. A redução nos poços artesianos varia de 20% até 30%. Em Sarandi, a situação preocupa, mas ainda não há riscos à população. Segundo o superintende da Autarquia de Águas, Michel Caldato, um levantamento apontou que a cidade tem 45 lava-jatos e, agora, o trabalho de conscientização será feito com os estabelecimentos. Depois, as orientações serão estendidas aos demais moradores. A última chuva expressiva em Marialva ocorreu no dia 4 de julho. A população é abastecida por minas e 30 poços artesianos. Porém, a captação nos locais reduziu muito nos últimos dias, tanto que o Distrito de Santa Fé do Pirapó está sendo abastecido por caminhões-pipa. São três entregas diárias, porque a produção do poço local caiu de 14 mil litros de água por hora para dois mil litros por hora no último mês. Outra medida adotada em Marialva é a perfuração emergencial de um novo poço artesiano, como explica o superintendente da Autarquia Saema, Luiz Stéfano. 

Para ajudar no uso racional de água, a CBN listou algumas dicas. Antes de lavar as calçadas, use a vassoura para tirar a areia, folhas e outros dejetos; não escove os dentes com a torneira aberta; evite lavar os veículos neste período e tome banhos rápidos, porque o chuveiro aberto por cinco minutos libera 70 litros de água.