12 de janeiro de 2021

Fechamento da Ford no Brasil impacta, além de cerca de 5.000 empregos, cadeia produtiva do setor

 

                                © Paulo Fridman (Getty)
                             

A montadora norte-americana Ford anunciou nesta segunda-feira que vai deixar de fabricar veículos no Brasil. Mais antiga do ramo no país, a empresa vai concentrar a produção de veículos justamente no Uruguai e, principalmente, na Argentina, e justificou a decisão citando a crise da covid-19,
A desvalorização do real e a reestruturação global da companhia.Serão cerca de 5.000 postos de trabalho brasileiros a menos, sem falar no efeito cascata em fornecedores de uma cadeia altamente especializada. A atividade da Ford cessará imediatamente nas unidades de Camaçari, na Bahia, e de Taubaté, no interior de São Paulo. A produção de algumas peças continuará por alguns meses para sustentar os estoques para vendas de reposição. A planta da Troller, em Horizonte, no Ceará, continuará operando até o quarto trimestre. A montadora manterá no Brasil apenas a sede administrativa da Ford para a América do Sul, na capital paulista, o Centro de Provas em Tatuí, em São Paulo, e o Centro de Desenvolvimento de Produto na Bahia.