9 de janeiro de 2021

Maioria de pacientes com Covid tem sintomas seis meses após internação

 

Mais de três quartos das pessoas hospitalizadas por conta da Covid-19 em Wuhan, na China, tiveram pelo menos um sintoma da doença seis meses depois da internação, de acordo com estudo publicado neste sábado (9) na revista científica “The Lancet”. As informações são do G1.

Segundo a pesquisa, fadiga ou fraqueza muscular foram os sintomas mais comuns. Distúrbios do sono, ansiedade ou depressão também foram diagnosticados. Alguns pacientes desenvolveram problemas renais após alta do hospital.

Pacientes que foram internados em estado grave apresentaram alterações na função pulmonar e anormalidades nas tomografias de tórax. 

“Como a Covid-19 é uma doença nova, estamos começando a entender alguns de seus efeitos de longo prazo na saúde dos pacientes”, disse o autor principal do estudo, Bin Cao, do National Center for Respiratory Medicine.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) alerta que o coronavírus pode provocar sequelas graves persistentes em algumas pessoas infectadas, mesmo que sejam saudáveis e que não tenham sito internadas.

O estudo acomapnhou 1.733 pacientes que tiveram Covid-19 com idade média de 57 anos, que receberam alta do Hospital Jin Yin-tan, em Wuhan, entre janeiro e maio de 2020.

A pesquisa chegou à conclusão de que 76% dos pacientes continuam com sintomas, 63% se queixaram de fadiga muscular ou fraqueza, e 26% enfrentam problemas com sono.