WASHINGTON - A vacina contra a covid-19 de Oxford/AstraZeneca é 79% eficaz na prevenção da doença e não aumenta o risco de coágulos sanguíneos, disse a empresa de biotecnologia nesta segunda-feira, 22, após seus testes de eficácia de fase 3 nos Estados Unidos.

A vacina também foi 80% eficaz para pessoas com 65 anos ou mais. Vários países suspenderam o medicamento para idosos devido à falta de dados entre os participantes mais velhos em ensaios anteriores.

Os testes de fase 3 nos Estados Unidos da vacina desenvolvida pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford envolveram 32.449 pessoas, das quais dois terços receberam uma dose, de acordo com um comunicado da empresa farmacêutica.

Cerca de 20% dos participantes tinham 65 anos ou mais e cerca de 60% tinham comorbidades que agravam a covid-19, como diabetes, obesidade ou doenças cardíacas.

Testes conduzidos por uma equipe independente mostraram que não há risco aumentado de trombose entre os 21.583 participantes que receberam pelo menos uma dose, disse o comunicado. Alguns países chegaram a suspender a aplicação do imunizante após relatos de coágulos sanguíneos em pessoas que foram vacinadas.

"Esses dados reconfirmam os resultados anteriores vistos em ensaios do AZD1222 em todas as populações adultas, mas é muito emocionante ver resultados de eficácia semelhante pela primeira vez em pessoas com mais de 65 anos de idade", disse Ann Falsey, professora do College of Medicine da Universidade de Rochester e uma das pesquisadoras que conduziram os testes.

"Esta análise reconhece a vacina de Oxford/AstraZeneca contra a covid-19 como uma das opções de vacinação muito necessárias e oferece a confiança de que adultos de todas as idades podem se beneficiar da proteção contra o vírus", acrescentou./AFP