16 de outubro de 2019

Prefeitura diz que construção do imóvel foi irregular



A Prefeitura de Fortaleza afirmou que o prédio que desabou na manhã desta terça-feira (15) em um bairro nobre de Fortaleza foi construído de maneira irregular. Segundo a prefeitura, até 1995 havia uma casa no lugar do Edifício Andrea, na Rua Tibúrcio Cavalcante. O primeiro imóvel foi erguido na década de 1970.
A administração municipal informou ainda que a construção irregular dos sete pavimentos é o motivo pelo qual não há registros oficiais do prédio.O Corpo de Bombeiros afirmou, no fim da tarde desta terça, que trabalha com a hipótese de que 18 pessoas estivessem no local no momento do desabamento. O número foi definido seguindo as informações prestadas por familiares dos moradores do edifício e de pessoas que estavam no pequeno comércio que fica ao lado do prédio, e também foi atingido.
Até a última atualização, nove pessoas haviam sido resgatadas com vida, e outras oito eram consideradas desaparecidas. No fim da noite, foi confirmada a primeira morte em decorrência do desabamento: Frederick Santana dos Santos, 30, que estava em um mercadinho ao lado do prédio. Os bombeiros afirmaram que não vão interromper as obras de resgate durante a madrugada de quarta (16).