13 de novembro de 2019

O padre russo que escalou o Everest, foi aos polos e quer atingir estratosfera em um balão

                               © Getty Images

O aventureiro Fedor Konyukhov está se preparando para um de seus maiores desafios até agora: voar com um balão de ar quente até a estratosfera.

O padre ortodoxo russo, de 67 anos, alcançou os polos norte e sul, escalou o Monte Everest duas vezes, remou pelos oceanos Atlântico e Pacífico e deu a volta ao mundo navegando por quatro vezes.

Mas sua próxima aventura é especial, mesmo para seus padrões.Konyukhov tentará um recorde mundial de altitude viajando em um balão de ar quente.

Ele usará equipamentos projetados e construídos pela empresa Cameron Balloons — com sede em Bristol, na Inglaterra —, a mesma que o levou ao redor do mundo em um balão em tempo recorde em 2016.


© Getty Images

Ao decolar de um local no oeste da Austrália, Konyukhov tentará atingir 25 km de altitude (82 mil pés) — mais que o dobro da altura em que os aviões comerciais costumam voar.

Pelo plano, ele começará sua jornada até o fim desta semana.
Quem é Fedor Konyukhov?

Konyukhov nasceu em 1951, na costa do mar de Azov, na Ucrânia.

Foi ordenado sacerdote na Igreja Ortodoxa Ucraniana do Patriarcado de Moscou, em 2010.

Ele completou o Grand Slam dos Aventureiros, chegando aos polos norte e sul e alcançando os picos mais altos dos sete continentes.O padre é membro honorário da Academia de Artes da Rússia e produziu mais de 3 mil pinturas.Konyukhov, cujos patrocinadores de voo incluem a gigante russa do setor de energia Gazprom, diz que quer "voar alto o suficiente para ver a curvatura da Terra e observar a escuridão do cosmos".

O recorde atual foi estabelecido em 2005 pelo indiano Vijaypat Singhania, que subiu 21 km (69 mil pés) em outro balão fabricado pela Cameron.

O russo teve de adiar sua tentativa de recorde prevista para o início deste ano, depois de ter demorado mais do que o planejado para completar a primeira etapa dos 12 mil km de uma viagem solo ao redor do hemisfério sul em um barco a remo.

O balão necessário para a tentativa de quebrar o recorde em altas altitudes é o maior que já foi construído.

A parte inflável do balão Z-3.500, chamada de envelope, é feita de cerca de 9 km de tecido leve especial e — junto com a gôndola ou cápsula — terá 68m de altura, quando inflado.

Um envelope padrão para um balão esportivo tem cerca de 2.500 metros cúbicos de volume. Este tem impressionantes 100 mil metros cúbicos.